Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Sugestão de Filme



Casa de Areia
(Filme brasileiro de 2005, do gênero drama, dirigido por Andrucha Waddington.)

Sinopse

1910. O português Vasco (Ruy Guerra) leva sua esposa grávida Áurea (Fernanda Torres) e a mãe dela, Dona Maria (Fernanda Montenegro), em busca de um sonho: viver em terras prósperas, recentemente compradas por ele. O sonho se transforma em pesadelo quando, após uma longa e cansativa viagem junto a uma caravana, o trio descobre que as terras estão em um lugar totalmente inóspito, rodeado de areia por todos os lados e sem nenhum indício de civilização por perto. Áurea quer retornar ao lugar de onde vieram, mas Vasco insiste em ficar e constrói uma casa de madeira para que lá possam viver.
Após serem abandonados pelos demais integrantes da caravana, um acidente mata Vasco e deixa Áurea e Dona Maria completamente sozinhas. Elas partem em busca de ajuda e terminam por encontrar Massu (Seu Jorge), um homem que nunca deixou o local. Massu passa a ajudá-las, levando comida e sal para que Áurea e Dona Maria possam sobreviver na casa recém-construída. Apesar da estabilidade, Áurea deseja deixar o local de qualquer maneira mas decide apenas fazer isto quando sua filha nascer e poder deixar o local com ela. Enquanto isso Áurea e Dona Maria precisam lidar também com a instabilidade do local em que vivem, já que a areia pode soterrar a casa em que vivem a qualquer momento.

Elenco principal:

Fernanda Montenegro .... D. Maria / Áurea, de 1942 a 1969 / Maria, em 1969
Fernanda Torres .... Áurea, de 1910 a 1919 / Maria, em 1942
Ruy Guerra ....Vasco de Sá
Seu Jorge .... Massu, de 1910 a 1919
Luiz Melodia .... Massu, em 1942
Enrique Diaz .... Luiz, em 1919
Stênio Garcia .... Luiz, em 1942
Emiliano Queiroz .... Chico do Sal
João Acaiabe .... pai de Massu
Camilla Facundes .... Maria, em 1919
Haroldo Costa .... capataz
Jorge Mautner .... cientista
Nelson Jacobina .... cientista

Principais prêmios:


Festival Sundance de Cinema 2006 (EUA)
Recebeu o Prêmio Alfred P. Sloan.
Indicado ao Grande Prêmio do Júri na categoria de filme do mundo - drama.

Grande Prêmio Cinema Brasil 2006 (Brasil)
Venceu nas categorias de melhor direção de arte, melhor figurino e melhor maquiagem.
Indicado nas categorias de melhor filme, melhor diretor (Andrucha Waddington), melhor atriz (Fernanda Montenegro e Fernanda Torres), melhor ator coadjuvante (Emiliano Queiroz), melhor fotografia, melhor montagem, melhor roteiro original e melhor som).

Camerimage 2006 (Polônia)
Recebeu o Sapo de Bronze na categoria de melhor fotografia.


Excelente filme, trata da esperança e de você acreditar sempre em seus sonhos, por mais que todos descreditem e digam que não vai dar certo, quando realmente se quer algo, de um jeito ou de outro acabamos por conseguir. Desesperar jamais, essa é a mensagem central.
Além de tudo isso, ainda vemos lindas imagens, de um lugar lindo, ao mesmo tempo inóspito e desconhecido. Onde a instabilidade das dunas marca e determina a vida das personagens.
Imperdível pra quem gosta de drama e de cinema brasileiro.