Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Retorno

Oi, bloggers, estou sumida há um tempo daqui! Preguiça? Muito trabalho? Não! Nada justifica a ausência, porque quem quer escrever, escreve todo dia! Era falta de vontade mesmo! Mas tem uma hora que aperta a necessidade de expressão escrita, e hoje veio essa necessidade! 
Milhões de coisas estão acontecendo dentro e fora de mim, acho que isso me motivou a voltar e me forçar a escrever um pouquinho todo dia! Esses dias têm sido punk, mesmo para as pessoas mais fortes! Já passei por muitas coisas mas nada pode se comparar ao que ocorre agora! Porém não é sobre isso que quero falar hoje, nem sei se vou falar aqui sobre isso um dia! Falarei sobre o ato desumano que ocorreu ontem com uma menina de 16/17 anos, que poderia ser minha ou sua filha! 
É estarrecedor acordar e ler uma notícia como aquela! Você se pergunta de pronto: Como assim? Em que século estamos? Que espécie de pessoa (se é que se pode chamar dessa forma) dispõe do corpo e da vida de um semelhante dessa forma animalesca? Daí você percebe que não foi só uma "pessoa" mas 30/33 "homens" que violaram física, psicológica e espiritualmente uma menina indefesa!  E dentre esses 30/33 "homens" não tinha um humano que intercedesse por ela e chamasse os outros à consciência do ato criminoso que estavam cometendo e ainda, não satisfeitos, filmaram e lançaram nas redes sociais as imagens, fazendo piada, onde outras tantas "pessoas" replicaram a piada, fazendo comentários escrotos (para ser educada, porque caberia outro adjetivo aí), culpando a vítima. Típico comportamento machista implantado como chip em nossa cabeça. Digo nossa, porque, mesmo nós, mulheres, formos ensinadas a ter certos comportamentos e replicar certos discursos que, se formos um pouco críticas, saberemos detectar o patriarcado em nossa educação! 
Autoanlaisando-me, quantas e quantas vezes, ao educar meus filhos homens não falei para eles:  "Seja homem, você não é uma menininha!"? Quantas mães não repetem isso automaticamente na cabeça de seus filhos. Esse é o discurso que sempre ouvimos e fica implantado em nosso subconsciente! Cabe a nós mulheres, educadoras que somos, mudar e lutar contra esse discurso, contra nós mesmas, vencer o nosso machismo é o primeiro passo para mudarmos a realidade que nos cerca. 
Durante muito tempo fui cega e achava que o movimento feminista não tinha mais o que fazer, afinal as conquistas estão aí já, basta-nos agarra-las! Mas hoje, cresci, acordei e percebo que o movimento feminista tem que ser mais forte do que nunca, porque vencer o discurso internalizado por séculos é a luta mais difícil a ser travada, inclusive contra nós mesmas.
Como mãe de uma menina e dois meninos, como professora, vejo-mo responsável pelo que meus filhos, minha filha, minhas alunas e meus alunos venham a replicar no futuro. Então, ao máximo que posso, tenho mudado o meu discurso e sobretudo minhas atitudes! A formação do caráter de uma pessoa se dá em casa, na escola, nos discursos, mas principalmente, nos exemplos e nas atitudes das pessoas que ela ama e que são o seu modelo e espelho! 
Sintamo-nos, então, todos responsáveis pela mudança de atitude e de paradigmas! Não podemos mais ficar calados diante das mosntruosidades que assistimos acontecer, por não foi conosco nem com nossos amigos, nem com nossos filhos. 
Acho sim que o movimento feminista, não um movimento pelos direitos da mulher, mas para que todas as mulheres sejam tratadas dentro dos direitos humanos. Quantos crimes contra a pessoa humana esses 30/33 "homens" cometeram? São doentes? São monstros? Não! São rapazes, trabalham, estudam, são filhos, netos, sobrinhos, e sabiam exatamente o que estavam fazendo, tanto que postaram em rede social, tamanha é a impunidade para esses crimes que nem medo tiveram das consequências. Por que? Porque a moça é uma vagabunda, que supostamente traiu o namorado e ele, como homem, tem todo direito de lavar sua honra e expo-la em praça pública, para outros como ele se sentirem também vingados! Não é assim? A mulher é propriedade do homem, como vemos estampado em propagandas de cerveja, em letras de música, etc. 
Para quem ainda pergunta o que a CULTURA DO ESTUPRO, a cultura do estupro é justamente isso, objetificar o corpo da mulher como propriedade e objeto do desejo do homem e torná-la culpada por todos os crimes que são cometidos contra ela, afinal ela está sempre pedindo!
É contra esse discurso que me levanto e convido todos vocês a também se levantarem, não só minhas amigas mulheres, mas também meus amigos homens que se envergonham desse tipo de comportamento e discurso porque respeitam as mulheres e sabem o que de fato significa ser um homem de verdade! Vamos juntos mudar esse conceito de que só merecem respeito as BELAS, RECATADAS E DO LAR! Mulher pode ser o que quiser e todas merecem respeito, todas merecem e devem ser tratadas como seres humanos!  
Falo como mãe, como professora, como ser humano que sou e peço consciência a você que pensa que o rapaz estava certo, a você que compartilha ou compartilhou as imagens e fez piadas sobre lá assunto, pergunto a você que compactuou com o ato:  E se fosse com sua mãe, sua irmã, sua prima, com alguma mulher da sua família? Ela seria a culpada? Ela teria provocado? Teria sido a roupa que ela usou? Teria sido porque exagerou na bebida? A culpa é dela? 
Não, meus caros, a culpa nunca é da vítima, nenhuma mulher gosta de ser estuprada, nenhuma pessoa, mulher, criança, jovem, pede por isso, as pessoas sofrem com o abuso! A culpa é sempre do agressor, a culpa é sempre de quem não percebe os limites do que se pode ou não fazer com alguém! 
Então, meus amigos e amigas, mudança de atitude, de pensamento, comecem a se policiar e ver quantas vezes você mesmo repete o discurso machista nos mínimos comentários de seu dia a dia. Pergunte-se: você acho engraçado ver aquele adesivo com a Dilma de pernas arreganhadas nos tanques de gasolina de alguns carros? Você canta e não vê problema nenhum na letra de um funk que diz: "Tava no fluxo, encontrei a novinha no grau, sabe o que ela quer?..." Se acha normal, está na hora de mudar! Esse é o meu convite, vamos mudar, começando por nós mesmos! 
#aculpanuncaédavítima
#EmpoderamentoFeminino
#NãoaCulturadoEstupro
#mulherhomemjuntossomosmais

domingo, 20 de dezembro de 2015

Vomitando sapos, pererecas, cobras e lagartixas!

Hoje me pego a pensar em tantas coisas que engolimos na vida! Muitas vezes perdemos o momento da fala e engolimos um sapo que não deveríamos ter engolido! Olhamos as pessoas nos olhos e elas têm coragem de mentir, dissimular, inventar, manipular pessoas e fazer valer a inverdade delas.
E quantas vezes nos calamos e assistimos ao falso espetáculo? Quantas vezes me calei por ser surpreendida e ficar sem ação no momento e me arrependi de não ter dito o que ficou engasgado aqui! Mas a oportunidade passou e eu não falei, não vomitei o que devia ser vomitado naquela hora da  supresa do espanto! 
Quantas vezes já você já passou por isso também? Muitas, poucas? Se poucas vezes você ficou sem ação, eu o (a) parabenizo por isso! Gostaria de ser mais reativa, apesar de saber que isso traz problemas, gostaria de não me impressionar com o mal-caratismo das pessoas, e ter essa reação imediata, para não ficar me arrependendo do que não disse é que poderia ter dito na hora! 
Esse ano isso me aconteceu várias vezes, porque na maioria delas, foram coisas e ações que você não imaginaria que poderiam acontecer com você, sabe como é? Você olhar para a pessoa e não acreditar que ela está dizendo aquilo pra você, ou não acreditar que ela possa ser tão dissimulada! Na religião que sigo, um dos preceitos é você aceitar as pessoas sem julgamentos e tentar se colocar no lugar dela sempre, ser indulgente, aprender a perdoar, e sempre rezar por aquelas pessoas que te querem ou fazem mal. Pois bem, estou praticando, tentando rezar todas as noites por quem me quer, me deseja ou me fez mal. Porém, por outro lado, tenho pedido a Deus que em 2016 eu consiga ser mais reativa, para não engolir tantos sapos e não perder a fome nem noites de sono por não ter cuspido os sapos, pererecas, lagartixas e cobras pra bem longe do meu esôfago, porque eles não descem, ficam lá entalados!
Se você também está passando por isso, vamos exercitar nosso reflexo! Cuspa pra longe tudo que o faz mal,  antes que o envenene! 
Boa noite, amigos! 

sábado, 6 de abril de 2013

E vamos pensar

Hoje amanheci pensando em como nós nos acomadamos e, por preguiça ou qualquer outra coisa, não reclamamos nossos direitos, não questionamos as imposições, seguimos aceitando e fazendo tudo que nos mandam.
Daí percebi que vivemos na escola uma falsa democracia, posto que votamos para escolher nossos diretores pré-escolhidos, e temos que engolir Referenciais Curriculares, que nada têm a ver com nossa realidade (e que supostamente foi discutido nas escolas no ano passado, mas que em nada nossas sugestões foram aceitas, visto que o referencial já estava pronto antes da discussão) e temos, ainda, que fazer cumprir uma portaria absurda que nos cobra mundos e fundos, sem nos perguntar se é possível realizá-la dentro da sala de aula que temos.
Aliás, quem dentro da SEDUC e dentro do governo Confúcio está preocupado com o que nós professores e escolas sofremos para colocar em prática tudo que eles projetam e copiam de outros estados.
Gostaria muito que o Governador e seu secretariado fizessem uma audiência conosco, os professores e funcionários das escolas, que estamos realmente de cara com a realidade e percebessem se é possível fazer uma escola e educação de qualidade e resultado com o que temos. Escola Integral como??? Recuperação Paralela como??? Instrumentais, cada dia mais burocracia, aí me dizem: "vocês têm 13 aulas de planejamento para isso!", "Se professor quiser ganhar dinheiro tem que mudar de profissão, porque a motivação deve ser o amor!" E, dentro dessas 13 horas de plaenjamento, temos que fazer tudo isso e ainda corrigir trabalhos, ler, estudar, me informar e fazer o tal do Gestar. Ou seja, professor, além de saceerdote, pai, mãe, psicólogo, amigo, tem que ser mágico e tal qual Caetano fazer um acordo com o tempo!
Estou cansada desse discurso de sacerdócio, esse é o discurso de políticos corruptos que só querem a manutenção do próprio poder a custa da ignorância do povo. "Para que investir em educação? Para acordar o povo? Não, deixa o povo dormir, enquanto ele dorme, a gente leva o que é dele!"
Então, queridos colegas professores, vamos nos unir e reinvidicar nossos direitos ou então vamos seguir o conselho de nossos governantes e mudar de profissão para ver se eles arrumam outros bestas para colocarem no nosso lugar!

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Reforma Íntima

Jesus, que identificava a causa das aflições humanas e
penetrava o âmago dos corações, por isto mesmo não julgava,
não condenava, não desconsiderava ninguém.
Seguindo-Lhe o exemplo e exercendo misericórdia para com o
teu próximo, quando, por tua vez, necessites de apoio, não
te faltarão o socorro da compreensão e da amizade que alguém
te dispensará.
[Joanna de Ângelis]

Uma das coisas mais difíceis de se cumprir é essa tal de reforma íntima! Tenho me esforçado bastante, mas essa semana tem sido difícil. Tenho brigado bastante com meus ímpetos de gritar, e estoura por pouca coisa, mas o mais incrível é que me controlo nos momentos mais difíceis e estouro nas coisas mas bestas, e esta terça foi assim, por quase nada, estourei gritei com meus alunos, só percebi o que tinha feito bem depois, quando ao ouvir algumas músicas, acalmei meu coração e minha alma e pude ouvir meus pensamentos.
Fiquei muito mal, mas depois de muita oração, estudo e trabalho, hoje me sinto melhor! Sei exatamente o meu erro e agora a luta é não repeti-lo dentro ou fora de casa. Aliás essa deve ser nossa luta diária, não repetir os próprios erros, aprender com eles formas novas de agir. Alguém disse um dia que 'Inteligente é quem aprende com os próprios erros, sábio é quem aprende com os erros dos outros.' Procuremos então a sapiência, sem julgar quem quer que seja, buscar sermos melhores, observando os erros dos outros, ajudando-os a superá-los e buscando cometer menos erros.
Ninguém é perfeito, ninguém será perfeito, mas nossa missão é buscar a perfeição, não querendo ser melhor ou maior do que ninguém, mas querendo ser hoje, melhor do que fomos ontem e um pouquinho pior do que seremos amanhã. 
A vida neste nosso planeta será um pouquinho melhor quando cada um de nós se preocupar um pouco mais com a própria felicidade e o próprio adiantamento do que com os erros e problemas dos outros. Percamos nossa mania de julgamentos e busquemos a comunhão de ideias e ideais. 

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Só o Amor nos basta


O amor, o amor que vocês veem gravado na minha pele, mas digo a vocês que ele está muito além, ele está no ar que expiro, no suor que transpiro e espero que seja ele que guie as suas vidas também, afinal Jesus nos disse: Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo.
Só o Amor nos basta
                Quantas vezes você esquece de dizer eu te amo? Quantas vezes você esquece de estender sua mão? Quantas vezes você ignora quem mais precisa de você? Quantas vezes você joga todo o seu ressentimento em cima dos outros? Quantas vezes você deseja mal aos outros? Quantas vezes você se diz Cristão, mas na primeira chance dá uma rasteira naquele que te magoou, te feriu, ou mesmo te traiu? Quantas vezes você sai da missa, falando mal do padre, das pessoas e reclamando da vida? Será que essas são atitudes do verdadeiro Cristão?
                Todos estes questionamentos devem calar fundo dentro de nós. Quando percebermos que só o Amor a Deus, o Amor a nós mesmos, o amor fraterno, aquele que Jesus veio nos ensinar, não teorizando, mas praticando, só o amor pode nos fazer caminhar a fim de sermos verdadeiros Cristãos, aproveitaremos mais nossa vida. Aí sim conseguiremos repartir com os outros o que de melhor há dentro de nós.
                Cuidaremos e respeitaremos mais os nossos limites e compreenderemos também os limites alheios. Seremos capazes de estender a mão, perdoar, conversar, entender os nossos irmãos, aceitando as diferenças, respeitando as escolhas, mas também mostrando que as nossa escolhas só são realmente boas quando ninguém está se prejudicando, se magoando ou se machucando.
                Outro dia um aluno me perguntou em sala de aula se eu tinha uma prova concreta de que Deus existe, ao que eu respondi: “claro que sim, eu e você, tão diferentes, mas tão iguais, se isso não for coisa de Deus, o que será?”
                Que esse Deus de amor que nos fez tão diferentes, a fim de que possamos nos amor com respeito, possa tocar nossos corações diariamente e nos inspirar no amor fraterno e Cristão que é ao mesmo tempo o mais importante e o mais difícil amor.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Quando tudo parece errado

Enquanto achamos que tudo parece errado, nada dá certo. Já percebeu o quanto olhamos para tudo e não achamos nada certo. Reclamos da empregada que faltou, do gás que acabou, do filho que não fez o que você mandou, do marido que nem te deu bom dia, da esposa que não foi se deitar na hora que você queria, do trânsito.
Mas nos esquecemos de nos acalmar e perceber o que quanto deixamos de fazer o que tínhamos que fazer, na hora certa. Não percebemos os nossos defeitos, mas apontamos com todos os dedos os defeitos dos outros.
Olhe para você mesmo, não aponte o dedo, antes de perceber quais são os seus erros. Todos erramos, somos falhos em algum ponto, ninguém é perfeito, nem procuremos ser perfeitos, pois isso não nos cabe. Cabe a nós sermos mais próximos de um ideal de perfeição. Busquemos a reforma de nossos erros, busquemos errar menos e quando errarmos e se errarmos, que tenhamos a humildade de pedir perdão, de admitir o erro.
Fujamos do orgulho que nos leva à imperfeição. Busquemos a humildade, a compreensão, a aceitação  e o respeito as diferenças.
No dia que olharmos para nós e para os outros com o mesmo carinho, seremos mais felizes e estaremos mais próximos da verdadeira cristandade.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Recomeço de ano


Carnaval se foi, agora vamos encarar o ano! Lembrem-=se que o tempo voa, quando se vê o ano acabou!
Agora é tempo de Quaresma, tempo de penitência, escolha a sua! Eu já escolhi. Mas, principalmente, viva o ideal Cristão em sua vida, mas não só na Quaresma, o ano todo e todo o tempo. Já dizia uma velha música "Não adianta ir na igreja rezar e fazer tudo errado", o que vale para todas as religiões. O importante são as mudanças interiores, não aquelas que você teoriza, exterioriza e não as pratica em sua vida cotidiana.
Não tem como negarmos que as mudanças estão acontecendo, não só climáticas, mas também na mentalidade das pessoas, quem não assumir as mudanças e os valores morais firmados perderá certamente o bonde da história.
Ainda hoje vimos a colossal tragédia no Japão, e em várias ilhas banhadas pelo pacífico. Falei sobre isso com meus alunos hoje, será 2012 se adiantando, acredito na teoria, não do fim do mundo, mas da renovação do mundo, aqui ficarão, ao meu ver, apenas as pessoas que se renovarem e pensarem num mundo melhor.
Quaresma é tempo não só de jejum, mas também de renovação de ideais. Então renove-se, mude, mas mude para melhor. E aproveite que ano agora começa pra valer e levanta daí, vá a luta, encare sua vida e seus problemas de frente, não reclame e agradeça sempre tudo o que receber de bom e de ruim! Enfim, seja feliz!!! Feliz Ano Novo novamente!!!